Blog

Você mantém um bom relacionamento com stakeholders? Sua habilidade em mantê-los satisfeitos pode definir o rumo do seu negócio.

 

Hoje, vamos ver quais são os benefícios desse relacionamento, como mapear quem são os seus stakeholders e quais medidas tomar para ter sucesso.

 

Going over every detail

 

 

Benefícios do relacionamento com stakeholders

 

Gerenciar bem seus stakeholders é imprescindível para o sucesso da sua organização. É uma questão de manter as pessoas certas engajadas com as suas atividades de forma que seja benéfico para todos.

 

Estas são algumas vantagens do relacionamento com stakeholders:

 

– Melhoria da reputação da empresa.
– Ganho de informações relevantes para as tomadas de decisão estratégicas.
– Troca de conhecimento, aprendizado e inovação.
– Solução de conflitos.
– Ganho de recursos.

 

Um stakeholder é um indivíduo ou grupo que tem interesse ou alguma relação com os seus serviços ou produtos. Mas saber esse conceito não basta. Para traçar um plano de relacionamento mais efetivo, você precisa saber exatamente quem eles são.

 

Como mapear os stakeholders

 

Mapear seus stakeholders é uma fase importante para planejar ações de relacionamento. A proposta consiste em montar um quadro que contenha todos os agentes ligados à sua empresa, a fim de determinar o nível de esforço que cada um requer.

 

Para criar um quadro fiel à realidade, siga estes passos:

 

1. Brainstorm

 

Comece organizando um brainstorm com as lideranças e, se for possível – por causa do  tamanho da empresa –, com os colaboradores.

 

Pensem juntos em todos os indivíduos e grupos que têm influência e poder sobre seu trabalho e interesse no sucesso ou insucesso da organização. Aqui, não se preocupe ainda com o grau de importância.

 

Alguns exemplos:

 

– Fornecedores
– Governos
– Comunidade
– Clientes
– Colaboradores
– Imprensa
– Grupos de investimento
– Conselheiros
– Parceiros

 

Lembre-se de que, mesmo os stakeholders sendo pessoas e organizações, no final, você vai se comunicar e construir relações com pessoas. Por isso, não deixe de definir um contato-chave para cada stakeholder.

 

2. Priorize

 

Agora que a lista foi definida, é hora de priorizar seus stakeholders. Considere que alguns deles têm tendência a bloquear o relacionamento e outros a avançar. Alguns podem se interessar muito pelo que você faz, outros nem tanto.

 

Para ter uma visão clara do status de cada um, utilize este quadro:

 

relacionamentocomstakeholders

 

 

Nele, você vai classificar seus stakeholders de acordo com o poder de influência sobre seu trabalho e o interesse deles em você.

 

Assim, você trabalha com cada um da seguinte forma:

 

– Alto poder, muito interessados: o relacionamento com esses stakeholders deve receber seu máximo esforço.
– Alto poder, menos interessados: nesse caso, é preciso apreender grande esforço para mantê-los satisfeitos, sem ser exaustivo.
– Pouco poder, muito interessados: mantenha esses stakeholders bem-informados.
– Pouco poder, pouco interessados: monitore tudo relacionado a essas pessoas e, novamente, comunique-se sem exageros.

 

3. Entenda

 

Depois de definir qual nível de tempo e esforço deve ser dedicado a cada stakeholder, comece a tentar entender cada um mais profundamente.

 

Você precisa tentar saber como eles devem se sentir sobre os projetos, serviços ou produtos da sua empresa. Também é importante prever a reação que eles podem ter diante de um novo projeto, como o lançamento de um produto, por exemplo.

 

Estas perguntas podem ajudar a estudar melhor os seus stakeholders:

 

– Que tipo de interesse financeiro ou emocional ele tem no trabalho da sua organização? É positivo ou negativo?
– O que o motiva?
– Que tipo de informações ele pode querer de você?
– Como ele recebe suas informações? Qual o melhor meio de comunicação com ele?
– Qual é a opinião atual dele sobre seu produto ou serviço?
– Quem influencia as opiniões dele? Os influenciadores podem se tornar stakeholders também?
– Se ele não tem tendência a contribuir de forma positiva, o que pode fazê-lo mudar de posição?
– Se não é possível trazê-lo para o seu lado, como você vai lidar com a oposição?
– Quem pode ser influenciado pelas opiniões dele? Os influenciados podem se tornar stakeholders também?

 

Para responder a essas perguntas, a melhor forma é entrar em contato diretamente com as pessoas. Pedindo opiniões sinceras, você pode já estar construindo um relacionamento com stakeholders.

 

Melhores formas de interagir com stakeholders

 

Agora que você buscou o entendimento profundo dos seus stakeholders – o que os move, como eles se relacionam com o trabalho da sua organização, etc. – vamos listar algumas formas de criar laços.

 

Distribua as possibilidades de ação de acordo com o esforço exigido por cada stakeholder:

 

1. Informar

 

Essa ação provavelmente será aplicada a todos os seus stakeholders. Resta definir de que forma isso será feito. Por exemplo: se um evento for promovido por sua organização, todos os clientes devem ficar sabendo? Ou ele deve ser direcionado apenas aos parceiros? E não se esqueça de evitar qualquer exagero.

 

Ferramentas: newsletters, apresentações, press releases.

2. Consultar

 

Esse nível de engajamento é reservado para aqueles stakeholders que exigem muito esforço para criar um bom relacionamento. Aqui, você vai encontrar formas de ouvir o que eles têm a dizer, coletar informações e recolher feedbacks.

 

Ferramentas: reuniões 1 a 1, entrevistas, grupos focais, pesquisas de opinião, reuniões públicas ou fóruns.

 

3. Envolver

 

O relacionamento com os stakeholders nessa fase já tem um certo grau de familiaridade e pode evoluir para altos níveis de interação – como um happy hour, por exemplo. Você deve utilizá-lo quando desejar trocar informações nos dois sentidos.

 

Ferramentas: workshops, grupos de trabalho, eventos de networking.

 

4. Colaborar

 

Nessa fase, você e seu stakeholder já podem formar uma parceria. Vocês trocam benefícios mútuos e estabelecem compromissos formais.

 

Ferramenta: acordos de parceria.

 

5. Empoderar

 

Essa fase vai além da parceria. Agora que você já tem uma aliança formada, é hora de cultivá-la. Além de não deixar de cumprir com os compromissos estabelecidos, planeje ações que façam o stakeholder se sentir parte da sua organização. Mostre que ele é importante e o tamanho do seu apreço por ele.

 

Uma ideia é promover um evento de premiação. É uma ótima forma de interação entre a sua organização e os stakeholders, além de demonstrar o reconhecimento e o prestígio. Saiba aqui no nosso blog como planejar um evento assim.

 

Se tiver dificuldades, conte com a Inox Line.

Post a Comment